sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Dica de livros: “ELES QUE NÃO SE AMAVAM” livro de Celson Sisto


 O livro mostra dois garotos que se odeia, de um ódio nascido de lugar nenhum e que irradie-se as pessoas que os querem bem. Quem gosta de um, não pode gosta do outro, e o ódio entre ambos só faz aumentar com o tempo.
Lendo o livro, podemos notar que Sisto, passa ao leitor uma lição que não amar é muito mais fácil. As pessoas têm dificuldade de amar o diferente, amar alguém que seja totalmente oposto de si. Detestar o outro, seja pelo seu jeito de falar, pela sua cor, pela sua religião, pela sua etnia, pela sua condição sexual, é fácil, amar eles com suas diferenças, ai é diferente.

Os meninos dessa história conseguem descobrir como reverter esse fato, e fazer um final feliz, mais no mundo real, isto é possível? Essa, é uma reflexão eixada por este autor sobre o ato de amar o semelhante. Livro destinado para as crianças, que vale muito apena de ler, todos para o público alvo, como para os demais.

Conhecendo um pouco sobre o autor:

Celson Sisto é escritor, ilustrador, contador de histórias do grupo Morandubetá (RJ), ator, arte-educador, crítico de literatura infantil e juvenil, especialista em literatura infantil e juvenil, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Doutor em Teoria da Literatura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e responsável pela formação de inúmeros grupos de contadores de histórias espalhados pelo país. Tem 60 livros publicados para crianças e jovens e já recebeu vários prêmios pela qualidade de sua obra, dentre eles o prêmio de autor revelação (FNLIJ, 1994), ilustrador revelação (FNLIJ, 1999), melhor livro infantil (Açorianos, 2011) e livro do ano (Açorianos, 2011).

Referencia:


sábado, 21 de fevereiro de 2015

Dica de livros: “A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS”, livro de Markus Zusak

O livro se inicia já com uma frase marcante “Quando a Morte conta uma história, você deve parar para ler? ”, já mostrando o clima de como será conduzida a narrativa da estória.

 Como os leitores podem concluir, a trajetória de Liesel Meminger tem como narradora a Morte, que o autor a mostra para surpresa dos leitores, como um ser simpático. Esse personagem mórbido, se afeiçoa a menina Liesel no momento que o olhar de ambas se encontram no dia que essa foi buscar a alma do irmão da futura roubadora de livros. Mesmo sabendo que a menina não poderia tê-la visto, mais algo a fascina nela. Assim, A morte acompanha a vida da jovem entre os anos de 1939 a 1943.

A saga de Liesel Memingr começa porque sua a mãe comunista, se encontra sendo ameaçada pelo nazismo, para salva seus filhos envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los em troca de dinheiro. O garoto morre no caminho e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. Essa obra, ser torna para ela, seu único vínculo com a família, embora ainda sem sabe ler.

Todas as noites, a garota é aterrorizada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a cumplicidade do pai adotivo, um pintor de parede bondoso que a ensina a ler. Seu segundo livro roubado ocorre, quando os nazistas queima livros de judeus em praça pública, ela também ler os livros da biblioteca do prefeito e também rouba alguns exemplares desse local.

A história da menina que roubava livro, tem como plano de fundo, e principalmente na reta final, o culto a Hitler e a Segunda Guerra na Europa. O autor de modo bem construído na trama mostra, os jovens sendo aliciados a visão de Hitler do mundo e os sofrimentos dos judeus com as perseguições ao seu povo.  Zusak caracteriza a Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa desse duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, onde o autor descreve isto nas seguintes palavras:

UMA ÚLTIMA NOTA DE SUA NARRADORA •
Os seres humanos me assombram. 

Conhecendo um pouco sobre o autor: Markus Frank Zusak, filho de pai austríaco e mãe alemã e o mais novo de 4 filhos, nasceu em Sydney, em 1975, onde vive até hoje com sua esposa e filha. Tem cinco livros publicados, dos quais "Eu Sou o Mensageiro" e "A Menina que Roubava Livros" foram os de maior prodígio e sucesso mundiais.

Escrito por Cristiano Souza.

Referencia:


quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Dica de livros: “MOMO E O SENHOR DO TEMPO” livro de Michael Ende

O Livro narra a história da pobre menina Momo. A heroína um dia aparece em um anfiteatro abandonado e é adotada pelos vizinhos do monumento. Todos os dias os moradores do bairro tiram uma hora para passar o tempo com ela, e seus filhos vão ao anfiteatro para brinca. Mais ao decorrer da narrativa as pessoas vão parando de visitar Momo e ela descobre que cada dia que passa, seus amigos e os moradores da cidade vão ficando sem tempo para o lazer. Intrigada, ela tentar modificar essa mudança e depara com os homens cinzentos que são os causadores da falta de tempo. As pessoas são ludibriadas e vende seu tempo a esses seres misterioso, pensando que estão economizados seu tempo, mais na verdade, sendo roubados por eles.  Com a ajuda do Mestre Hora e Cassiopéia - sua tartaruga de estimação - a menina luta contra os homens cinzentos para salvar seus maiores amigos de um futuro catastrófico.

Um livro gostoso de se ler, ingênuo e que passa uma mensagem batida mas que vale sempre ser requentada: não tenha pressa; viva sua vida, aproveite cada minuto e fuja das armadilhas que o tempo nos prepara.

Conhece um pouco do autor: Michael Ende (1929-1995) nasceu na Baviera, Alemanha, e era filho do pintor surrealista Edgar Ende. Estudou na Escola de Teatro de Munique e durante alguns anos trabalhou como ator. Mais tarde, abandonou o teatro para se dedicar à literatura. A sua obra, que inclui vários títulos infantis e juvenis – entre eles o bestseller internacional A História Interminável, também publicado pela Presença -, recebeu variadíssimos prémios literários. Momo foi distinguido com o Prémio de Literatura Juvenil Alemã e o Prémio Europeu de Livros para a Juventude.

Escrito por Cristiano Souza

Referencia:





domingo, 7 de dezembro de 2014

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

2º DIA – PERÍODO NOTURNO: ENCERRAMENTO DA III FEIRA LITERÁRIA

Nessa noite de terça-feira (02 de dezembro de 2014), ocorreu o encerramento da III Feira Literária, realizada na Escola Municipal Manoel Raimundo, com o show de Amazan.
As atividades noturnas iniciaram com show da Orquestra sanfônica Trupê do Sertão da cidade de Major Sales, em ritmo do forró pé de serra.
Em seguida, para chamar ao palco o cantor, sanfoneiro, poeta e recitador Amazan, os alunos e professoras da escola sede do evento e no violão Olavio Nunes, cantaram em homenagem a esse artista.
Amazan no palco, fez os ouvintes do evento rir, e cantar com esse artista, que me seu sou recitou e cantou suas melhores músicas para o público que lotou o pátio da escola. Encerrando assim com chave de ouro o nosso evento.
          Confira as fotos do evento:


























2º DIA – PERÍODO VESPERTINO DA III FEIRA LITERÁRIA

Nessa tarde de terça-feira (02 de dezembro de 2014), ocorreu a apresentação do cordelista Antônio Francisco com a recitação de seus cordéis.
O evento se iniciou com a representação da história de vida do Cordelista Antônio Francisco, sendo representado o protagonista dessa narrativa pelo professor Zilvanilson.
Em seguida ocorreu a recitações dos cordéis de Antonio Francisco pelo mesmo, com participação de Raíres Basílio, como uma recitadora da cidade de Água Nova – RN, e de duas ouvintes da cidade de Riacho de Santana, onde o cordelista foi até as ditas cujas e elas aceitaram recitar alguns versos.
O encerramento das atividades da tarde foi a voz e violão com Cantora da Banda Doce Desejo Laura Viana, a professora da Escola cede Socorro França e secretária da Assistência Social do Município de Água Nova – RN Tássia Rochelle.

        Veja as imagens do evento:


















2º DIA – PERÍODO MATUTINO DA III FEIRA LITERÁRIA

Nessa manhã de terça-feira (02 de dezembro de 2014), ocorreu a segunda apresentação de Guga Murray com apresentação de seu show “Caixinha de Música”.

O segundo dia da III Feira Literária abriu suas ações com apresentação das crianças do 5º ano B da Escola sede do evento, da dramatização da história “O lobo voltou” DE Geoffroy Pennart.

Em seguida a turma do realizaram uma homenagem a escritora Rosana Murray, através da declamação através dos alunos da alfabetização. Rosana Murray, é nada menos que a mãe do cantor Guga Murray, que faz shows com a musicalização das poesias dela.

Após a equipe do Projeto Bale com os alunos de uma das escolas que esse grupo trabalha, representou duas histórias dos Irmãos Grimm. E finalizando sua participação no evento com o lançamento do Livro de Eridan Santos.

Encerrando as atividades do turno matutino, com apresentação da “Caixinha de Músico” do cantou Guga Murray. Encantando novamente o público com os poemas de Rosana Murray musicalizadas.


Confira as fotos do evento: